Meu primeiro documento LaTeX – CL 3


 

Instalei uma distribuição e um editor. E agora, como produzo um documento em LaTeX?

 

Se você quiser, estamos disponibilizando um documento genérico de exemplo (exemplo.tex) que pode ser acessado aqui. Ou clique na imagem a seguir.

Ao baixar o arquivo, abra-o com o TeXStudio e acompanhe o programa ou o post a seguir. Para compilar esse exemplo, basta pressionar F5 no TeXStudio.

 

Entendendo a organização

 

Todo arquivo em LaTeX tem uma organização bem definida, normalmente dividida em: preâmbulo e documento. O preâmbulo compreende comandos que determinam a classe, quais pacotes são necessários para a compilação do documento, novos comandos e novos ambientes. Nesse episódio, abordamos rapidamente cada parte de um documento em LaTeX e focamos basicamente no preâmbulo.

 

Classe

 

Basicamente é o tipo de documento que se quer escrever e é o primeiro comando que um arquivo em LaTeX possui. A classe do documento é determinada usando-se o comando

 

\documentclass[opções]{classe}

 

As classes

 

Existem diversas classes disponíveis para os mais diversos tipos de documentos. Além disso, é possível criar novas classes, ou modificar classes já existentes para que correspondam à sua necessidade. Ainda assim, existe um conjunto de classes tradicionais bem conhecidas para determinados tipos de documentos. Listamos algumas delas a seguir.

 

  • book: usada para escrever livros;
  • article: usada para escrever artigos para revistas científicas, pequenos relatórios, convites, etc;
  • report: usada para escrever relatórios longos com vários capítulos, pequenos livros, tesis, etc;
  • letter: usada para escrever cartas;
  • beamer: usada para criar apresentações de slides.

 

As opções

 

Cada classe possui um conjunto de opções que podem ser usadas para editar o texto. As mais comuns são:

 

  • Tamanho da letra: no LaTeX é possível escolher o tamanho padrão da fonte a ser usada. Isso é feito colocando-se o tamanho desejado nas opções, como: 10pt, 11pt ou 12pt. Caso nada seja escolhido, a fonte ficará no tamanho padrão de 10pt.
  • Tamanho do papel: assim como a fonte, o tamanho do papel pode ser determinado nas opções da classe. As opções mais comuns são: a4paper, letterpaper, a5paper, b5paper (respectivamente: A4, carta, A5, B5), entre outros.
  • Orientação da página: escolha entre as orientações retrato e paisagem. O padrão é retrato, mas para colocar o documento em paisagem, basta escolher a opção landscape.
  • Capa: para criação de uma capa com o título do documento. titlepage cria a capa, notitlepage deixa o documento sem capa.
  • Número de colunas: é possível determinar que o documento seja redigido em duas colunas usando a opção twocolumn.
  • Equações: Por padrão, as equações são centralizadas com numeração apresentada à direita. Para que as equações fiquem alinhadas à esquerda usa-se a opção fleqn, para que a numeração seja colocada à esquerda, usa-se leqno.
  • Impressão: Determina-se o tipo de impressão: se frente e verso, ou apenas frente. Para frente e verso usa-se twoside, para apenas frente usa-se oneside.

 

Como cada classe possui um padrão para cada uma dessas opções, geralmente usa-se apenas uma opção, quando muito duas. Se você está usando a classe adequada para o tipo de documento que está produzindo, as opções são pouco usadas.

 

Como exemplo, se quisermos escrever um relatório em duas colunas com tamanho 12 em papel A4, o comando da classe ficará:

 

\documentclass[12pt,twocolumn,a4paper]{report}

 

Pacotes

 

Logo depois da classe, precisamos determinar quais pacotes serão necessários para que o documento seja compilado corretamente. Basicamente, existe pacote para tudo em LaTeX: desde para acentuação e hifenização correta de palavras em português até para uso de símbolos matemáticos para escrita de equações.

 

O comando de pacote é feito da seguinte maneira

 

\usepackage[opções]{pacote}

 

E funciona de forma semelhante ao comando da classe. Caso você tenha feito a instalação básica do MikTeX, na primeira vez que for usar algum pacote, este será baixado e instalado automaticamente quando o documento for compilado.

 

Alguns dos pacotes mais comuns utilizados e suas opções, principalmente para textos produzidos em português são:

  • \usepackage[T1]{fontenc} – Codificação de saída da fonte. O padrão de codificação TeX (OT1) é 7-bit e possui 128 símbolos, não possuindo suporte a caracteres acentuados. A codificação de fonte T1 é 8-bit e usa fontes que possuem 256 caracteres, possuindo suporte a caracteres acentuados (nessa codificação, um “á” de fato é um “á” e não uma adição de acento à letra a). Resumindo: copiar documentos em pdf criados com essa codificação preserva a acentuação de todas as letras.
  • \usepackage[utf8]{inputenc} – Codificação de entrada da fonte. Permite a acentuação correta das palavras à medida que o documento é escrito. Para mais informações sobre esses pacotes, acesse esse tópico do fórum oficial de TeX (em inglês).
  • \usepackage[brazil]{babel} – Realiza a hifenização correta das palavras escritas em português e adiciona alguns atalhos interessantes para hifenização.
  • \usepackage{graphicx} – Necessário se o documento contiver figuras.
  • \usepackage{amsmath,amssymb} – Pacotes necessários para escrever equações e símbolos matemáticos.

 

Existem ainda diversos pacotes com as mais variadas funcionalidades. Vamos tratar sobre outros pacotes em episódios futuros, então fique ligado!

 

Novos comandos e ambientes tipo teorema

 

Como dissemos no primeiro episódio sobre O que é TeX (se ainda não ouviu, ouça xD), o LaTeX pode ser entendido como uma linguagem de programação voltada para a produção de documentos. Como tal, ela permite que o usuário crie comandos (renomeando os existentes, ou realizando combinações). Isso é feito da seguinte forma:

 

\newcommand{novo comando}{comando antigo}

 

Por exemplo, para se sublinhar a variável matemática x (recurso tipicamente usado para se referir a vetores), é possível usar o comando \underline{x}. Embora útil, pode ser desgastante escrever \underline{x} sempre que se quiser se referir ao vetor x. Para melhorar isso, é possível renomear esse comando, por exemplo, para \vecx facilitando a escrita. Dessa forma, o comando ficaria:

 

\newcommand{\vecx}{\underline{x}}

 

Além dos comandos, é possível determinar os ambientes que serão usados ao longo do trabalho, como definições, teoremas, lemas, corolários, algoritmos, exemplos, etc. Esses ambientes são conhecidos como ambientes tipo teorema. Para se definir esses ambientes seguindo o padrão da classe usada, basta usar o seguinte comando

 

\newtheorem{comando}{nome}

 

Em que “comando” refere-se à forma com que o ambiente será chamado no texto e “nome” como deve ser chamado no documento final em pdf. Assim, para se criar um ambiente de definição, é possível usar o seguinte comando

 

\newtheorem{definition}{Definição}

 

Para se criar uma definição ao longo do documento, como definida anteriormente, usa-se a seguinte sintaxe

 

\begin{definition}

Escreve-se aqui uma definição.

\end{definition}

 

 

Organização do documento

 

O documento em LaTeX propriamente dito é escrito de acordo com a seguinte sintaxe

 

\begin{document}

Aqui todas as informações referentes ao texto em si são inseridas

\end{document}

 

É nessa parte que toda a estrutura do texto é efetivamente escrita, incluindo título, autor, capa, sumário, referências bibliográficas, apêndices e anexos. Os comandos mais simples podem ser encontrados no documento que disponibilizamos nesse episódio e você pode editá-lo livremente para ir aprendendo o básico. Com o tempo, você memorizará esses comandos e terá exemplos de documentos em LaTeX que facilitarão sua vida, permitindo apenas que você os edite de acordo com a necessidade.

 

Nos próximos episódios falaremos mais sobre essas estruturas básicas e como utiliza-las. Não perca.

 


 

Apresentação

Felipe Cabral

@felipecabralVE

 

Assine um de nossos podcasts

Feed do Café com LaTeX

https://vidaestudantil.com/clfeed

Feed do VECast

https://vidaestudantil.com/vefeed

Feed Geral

https://vidaestudantil.com/podcastsfeed

 

Acompanhe o vidaestudantil.com nas redes sociais

Facebook;

Twitter;

Instagram;

Youtube;

Comentários, dúvidas e sugestões

cafecomlatex@vidaestudantil.com

Crédito da música de fundo

Artist: Dhalius,
Track: “CoffeSong”,
Website: shrecords.wordpress.com,
Email: kreativaweb@gmail.com