Do falar em público


Freeimages.com/Brad Harrison

Freeimages.com/Brad Harrison

Falar em público certamente não é uma tarefa fácil. Não conheço ninguém que não fique nervoso ou ansioso antes de começar um discurso. Ainda assim, realizar apresentações não precisa ser uma tortura. Confira a seguir nossas dicas para você se preparar para esse desafio que com certeza terá que superar em sua vida acadêmica ou profissional.

1. Treine!

Tudo fica mais fácil quando temos a oportunidade de praticar antes. Você já imaginou passar pela prova prática para tirar carteira de motorista sem nunca ter feito auto-escola na vida? Teríamos pouquíssimos motoristas se essa fosse a metodologia. Sempre que praticamos uma atividade estamos treinando nosso corpo para fazê-la de forma mais automática. Nós nos beneficiamos dessa característica o tempo inteiro! O ato de dirigir é um exemplo: os bons motoristas não pensam antes de tomar diversas decisões, essa atividade é automática, assim como você não pensa em todos os movimentos que precisa fazer para caminhar e, talvez se começar a pensar, vai ter mais dificuldade de realizar a mesma atividade.

Para melhorar suas apresentações e discursos a mesma regra continua valendo. Treine sua apresentação e continue treinando até que você se sinta confiante em relação a todo o conteúdo da apresentação.

2. Apresente para alguém de confiança

Quer testar seu nível de conhecimento sobre o assunto que vai apresentar? Faça uma apresentação para alguém de confiança que, se possível, não conheça absolutamente nada sobre o que você vai falar. Pode ser um(a) namorado(a), seus pais, avós ou amigos íntimos. Ao tentar abordar um assunto muito técnico, específico, ou simplesmente algo que você não tenha tanta segurança para alguém completamente ignorante sobre o conteúdo, você terá muito mais noção sobre seu próprio nível de conhecimento. Isso ocorre porque a tentativa de explicar um conteúdo para alguém que nunca nem ouviu falar sobre, exige uma exemplificação clara e simples, além de analogias para facilitar o entendimento, o que faz com que o apresentador teste seu entendimento de forma mais profunda e contundente.

3. Acabe com sua vergonha

Viveeeeer, e não ter a vergonha de ser feliz… Encare sua vergonha de forma racional e metódica. Afinal, por que você está com vergonha de falar em público? Se você vai realizar uma apresentação é porque, provavelmente, você domina o assunto que vai apresentar, então por que ter vergonha? Se é uma peça de teatro, ou um discurso, pessoas estão dispostas a gastar o tempo delas para ouvir você falar! Isso sem contar eventos pagos! Então, se você é o especialista, comporte-se como um. Apresente seu conteúdo da melhor maneira possível e coloque-se disponível para conversar após sua apresentação. Assim, possíveis dúvidas e questionamentos poderão ser feitos após a apresentação e não irão interromper seu raciocínio.

4. Venda-se

Parece forte demais, mas toda vez que você fala em público, você está, na verdade se vendendo. Vender-se, nesse contexto, tem a ver com a sua imagem, e não no sentido pejorativo. Se você vai apresentar um determinado conteúdo e quer passar confiança, suas roupas e postura já começaram a sua apresentação antes mesmo da sua boca começar a funcionar. E é só uma questão de técnica! Claro que existem pessoas que são vendedores natos, mas, no geral, todos podem desenvolver técnicas de venda que podem ajudar você a ser um profissional melhor. Algumas das mais simples são:

4.1. Não se entregue

Quando você vai realizar uma apresentação, é óbvio que você vai ficar nervoso e ansioso antes e durante a sua exposição. A dica aqui é não deixar esse nervosismo tão óbvio. Então não se entregue! Eu já vi o que seriam excelentes palestras serem destruídas porque o apresentador começou o assunto pedindo desculpas pelo nervosismo, sendo que nenhum participante havia notado o nervosismo atrapalhar a postura do palestrante.

O seu nervosismo ou ansiedade é algo evidente e esperado pelas pessoas que estão dispostas a te ouvir. E, se elas estão lá para te ouvir, você não precisa pedir desculpa! Acho que pedir desculpas nesse contexto só é válido se você simplesmente não apresentar nada.

4.2. Vista-se adequadamente

Entenda seu público e vista-se adequadamente para sua apresentação. O normal é que você não esteja mais “desarrumado” do que o geral do seu público. Se, ao apresentar seu projeto de conclusão de curso, você entra na sala vestindo uma bermuda e chinelos e antes de começar arrota o alfabeto, muito provavelmente sua nota não será das melhores. Além da vestimenta, sua postura diz muito sobre a seriedade do tema que você irá abordar. Então, se você está em um ambiente profissional, usar gírias e vícios de linguagem não é a melhor maneira de comunicar o conteúdo.

4.3. Seja simples e claro

O treino da sua apresentação é muito importante para que você seja simples e claro. E ser simples não quer dizer ser simplista, mas sim apresentar o conteúdo seguindo uma linha de raciocínio lógica e direta. Não dê voltas e mais voltas para chegar onde você quer. Se o que você precisa apresentar é muito técnico e complicado, dedique parte da sua apresentação com exemplos que motivem sua proposta e evidenciem o ponto onde você quer chegar com seu raciocínio.

4.4. Exemplifique

O ser humano é muito voltado para o sentimento, também conhecido como intuição. Se na sua apresentação existem muitos conceitos abstratos, como equações, algoritmos e fórmulas matemáticas, não hesite em apresentar o sentido físico, ou em realizar analogias que auxiliem o entendimento desses conceitos antes de mostrá-los ao público. Assim, você evita olhares perdidos e confusos de pessoas que até estão dispostas a acompanhar sua exposição, mas não têm a menor ideia do que você esta falando ou onde quer chegar com tantos símbolos “sem sentido”.

5. Prepare seu psicológico

Nós temos a tendência a ficar agitados quando ficamos nervosos ou ansiosos, como quando precisamos falar em público. Uma dica é acalmar seu corpo para que sua mente caminhe em uma velocidade aceitável. Antes de começar sua palestra, procure beber água, respirar fundo e manter o foco no conteúdo que irá apresentar. Durante sua exposição, não se perca do seu raciocínio, continue concentrado, expondo suas ideias calmamente e pausadamente, dando tempo para o seu cérebro concatenar as palavras e formar frases mais claras e adequadas. Agindo assim você evita a afobação, que transmite a impressão de despreparo. Mais uma vez, você é o especialista, apenas aja como tal.

6. Prepare seus slides

Se sua apresentação possui slides, ou qualquer outro recurso visual, dedique algum tempo preparando-os bem. Lembre-se que eles são apenas recursos, ou apoios visuais, mas quem está realmente se apresentando é você. Dessa forma, nada de longos parágrafos de texto nos slides, ou pôsteres que possuam apenas texto! Idealmente, slides servem apenas para marcar tópicos e conter ilustrações úteis acerca do que está sendo transmitido e, por isso, devem conter apenas tópicos e ilustrações. Você até pode inserir muitas informações em um único slide (embora não seja nem um pouco recomendado) desde de que já tenha ilustrado essas informações antes, seguindo a mesma ideia da dica 4.4.

 

Esperamos que essas dicas ajudem você na sua próxima apresentação. Se você tem mais alguma dica ou sugestão, comente aí e ajude outras pessoas. Até a próxima.

  • SANDRA LUCIA

    Fiquei surpresa com a clareza das informações,
    é muito bom quando lemos e não ficamos com dúvidas.