Referências bibliográficas em LaTeX – CL 8


 

No programa de hoje apresento como escrever suas referências bibliográficas em LaTeX.

 

Antes de começar

 

Na maioria dos trabalhos como artigos, relatórios, projetos de graduação, dissertações de mestrado e teses de doutorado, não faz sentido ter uma seção ou capítulo de referências bibliográficas sem que essas referências tenham sido citadas no texto. Esse episódio inteiro está baseado nessa linha de raciocínio: uma referência bibliográfica não tem sentido se não for citada no texto.

 

Como citar

 

O comando usado para referenciar alguma citação é o \cite{}. O nome da citação deve ser colocado entre as {}. Como no caso de qualquer ambiente float, esse nome é uma referência cruzada, um nome interno dado pelo autor do arquivo para chamar a citação. Um bom sistema de nomes internos para citações é o nome do primeiro autor do trabalho seguido pelo ano, por exemplo, nome:ano, que ao ser citado ficaria como:

 

\cite{nome:ano}.

 

Se for necessário citar mais de um trabalho em um mesmo ponto do texto, basta separar os trabalhos por vírgulas dentro do comando \cite. Como exemplo, pode-se citar três trabalhos juntos: \cite{nome1:ano1,nome2:ano2,nome3:ano3}.

 

O estilo

 

Para que o LaTeX rode adequadamente sua bibliografia, é necessário indicar o estilo da sua bibliografia. Isso é feito utilizando-se o comando \bibliographystyle{estilo}, em que, no lugar de “estilo” você deve inserir o estilo da sua bibliografia.

Boa parte dos estilos que você irá usar já foram instalados junto com a sua distribuição (MikTeX, TeXLive, etc). Esse estilo define como uma referência deve aparecer no texto e como a lista de referências deve ser criada. Dos estilos que já vêm instalados com a sua distribuição, os mais comuns são:

 

  • plain
  • unsrt
  • alpha
  • abbrv
  • ieeetr

 

Cada estilo terá um efeito diferente em suas citações. Por exemplo, usando o estilo plain, suas citações serão organizadas em ordem alfabética pelo nome do primeiro autor do trabalho. Isso acontece ao longo do texto e na lista de bibliografias.

Já o estilo ieeetr numera suas referências de acordo com a ordem em que são citadas no texto (o que particularmente acho que faz mais sentido, deixando a leitura mais agradável). O estilo altera outros detalhes também, que podem ser conferidos nas páginas sobre os estilos.

 

O banco de referências

 

Uma boa prática para usar referências bibliográficas em LaTeX é criar sua própria biblioteca de referências. Isso é feito criando-se um arquivo .bib, que normalmente chamo de bibliografia.bib. Esse arquivo pode ser criado e editado com o TeXStudio sem problemas, bastando apenas salvar o arquivo como um arquivo bib.

 

Se você tiver seu banco de referências como um arquivo bib, que será chamado de bibliografia.bib a partir de agora, basta deixar esse arquivo na mesma pasta em que você estiver trabalhando (onde seu arquivo .tex principal estará). Com isso, onde você quiser que a bibliografia seja impressa em seu pdf basta usar o comando \bibliography{bibliografia}. Ao fazer isso e compilar seu documento, o LaTeX vai varrer seu documento à procura de todas as referências que você citou no texto, vai numerá-las, criar uma lista e apresentar essa lista onde você usou o comando bibliography.

 

E como você organiza seu banco de dados de bibliografias, ou seu arquivo bib? Existe um padrão que deve ser seguido, com campos obrigatórios e opcionais. Dentre esses, é interessante ter um sistema de nomes para inserir como referências internas de suas bibliografias, ou seja, é o nome pelo qual você chamará suas referências internamente no LaTeX. O que eu faço é usar o sobrenome do primeiro autor seguido do ano da publicação. Outro detalhe importante é que a pontuação no bib deve ser feita usando os comandos de LaTeX, sem o auxílio de pacotes.

Para exemplificar esse processo, vamos ver como citar os três tipos de referências mais comuns e como elas ficam em um arquivo bib aberto no TeXStudio: Livros, artigos em periódicos e artigos de congresso.

 

Como citar livros

@BOOK{Apelido,
AUTHOR =       {N. Sobrenome1 and N. Sobrenome2},
TITLE =        {Nome do Livro},
PUBLISHER =    {Editora},
YEAR =         {ano},
volume =       {volume},
}

 

 

Note que para todas as referências, os autores são separados por “and”.

Como citar artigos em periódicos

 

@ARTICLE{Apelido,
AUTHOR =       {N. Sobrenome1 and N. Sobrenome2},
TITLE =        {Nome do artigo},
JOURNAL =      {Nome do peri\’odico},
YEAR =         {ano},
volume =       {volume},
number =       {n\’umero},
pages =        {PaginaInicial-PaginaFinal},
}

 

Note como acentuamos a palavra periódico nessa referência. No caso de artigos publicados em periódicos é importante referenciar todas as informações como as páginas em que o artigo foi publicado, o número do periódico e o volume.

 

Como citar artigos de congresso

 

@INPROCEEDINGS{Apelido,
AUTHOR =       {N. Sobrenome1 and N. Sobrenome2},
TITLE =        {Nome do artigo},
BOOKTITLE =    {Nome dos anais do congresso},
YEAR =         {ano},
pages =        {PaginaInicial-PaginaFinal},
address =      {cidade, pa\’is},
}

 

No caso de artigos de congresso, é importante indicar o local em que o congresso aconteceu, tipicamente a cidade e o país.

 

Como tudo funciona

 

É importante dizer como o LaTeX faz para criar as referências bibliográficas do seu trabalho. Quando você compila seu trabalho pela primeira vez, o LaTeX constrói um arquivo auxiliar para montar as referências bibliográficas que aparecerão no PDF, esse arquivo se chama trabalho.bbl, em que trabalho é nome do seu arquivo principal.

Depois que o LaTeX constrói o arquivo bbl, ele irá usá-lo para construir as referências. Assim, se você mudar as referências bibliográficas do seu texto, é necessário “forçar” o LaTeX a construir um novo arquivo bbl. Para tanto, basta rodar novamente o bibtex.exe que, no texstudio pode ser feito indo no menu de “Ferramentas”, em Ferramentas > Comandos > Bibtex.

Quando isso é feito, o LaTeX reconstrói a base da sua bibliografia. Para que essa lista seja atualizada no seu documento, basta compilar duas vezes seu trabalho.

Ah, não vale usar isso para citar várias referências sem que elas apareçam no texto hein. Isso é uma péssima prática que, ao invés de dar uma base ao seu texto, torna-o vulnerável a críticas, já que não é possível saber quais referências são de fato relevantes em seu trabalho.

 

Dica do final do programa

 

A dica dessa vez é o JabRef, um organizador de banco de referências. Falamos sobre ele no final do programa e você pode baixá-lo e experimentá-lo clicando no seguinte link.

 

http://www.jabref.org/

 

 


 

Apresentação

Felipe Cabral

@felipecabralVE

 

Assine um de nossos podcasts

Feed do Café com LaTeX

http://vidaestudantil.com/clfeed

Feed do VECast

http://vidaestudantil.com/vefeed

Feed Geral (Vida Estudantil)

http://vidaestudantil.com/podcastsfeed

 

Acompanhe o vidaestudantil.com nas redes sociais

Facebook;

Twitter;

Instagram;

Youtube;

 

Comentários, dúvidas e sugestões

cafecomlatex@vidaestudantil.com

 

Crédito da música de fundo

Artist: Dhalius,
Track: “CoffeSong”,
Website: shrecords.wordpress.com,
Email: kreativaweb@gmail.com

 

  • João Henrique Viera

    Felipe, estou com uma situação, meu orientador de tcc não usa Latex, prefere o Word, com eu faço pra gerar arquivos em word para ele.

    • Felipe Cabral

      Ih rapaz, se ele usa word, acho que a melhor solução é você também usar word.

      A maioria dos comandos em LaTeX de equações também funcionam no ambiente matemático do word, a única desvantagem é a formatação que você vai ter que adequar às normas da Poli.

      Mesmo sem o seu orientador usar LaTeX, não rola de você fazer o trabalho em LaTeX e ir mostrando o pdf, ou impresso? Aí ele aponta as correções, e você faz as modificações no tex e mostra o resultado em pdf novamente. Pode ser uma saída.