Confira 7 possíveis temas para a redação do ENEM 2015


Hoje vamos falar sobre possíveis temas para a prova de redação do ENEM 2015. Os temas normalmente são bastante atuais e é necessário que o estudante esteja antenado com os acontecimentos no Brasil e no Mundo. A prova de redação vale 1000 pontos e, portanto, é muito importante ir bem nessa prova.

A seguir listamos 7 temas possíveis para cair no ENEM 2015. É importante ressaltar que os temas que apresentamos são apenas sugestões, e que o importante é o estudante treinar a sua argumentação e ortografia. Assim, é aconselhável que você escolha alguns desses temas para treinar e se preparar para a prova.

Intolerância religiosa e liberdade de expressão

Esse tema é um dos mais prováveis, principalmente pelo atentado terrorista em 7 de janeiro de 2015 ao jornal satírico francês Charlie Hebdo. O jornal havia publicado charges satirizando o profeta Maomé. No ataque 12 pessoas morreram e 5 ficaram gravemente feridas.

O papel das redes sociais nas manifestações no Brasil e no Mundo

Em 2011, na Tunísia, se iniciou uma onda de manifestações populares que atingiu diversos países do norte da África e do Oriente Médio. As pessoas reivindicavam o fim dos governos ditatoriais e a liberdade de expressão. Essa onda foi chamada de Primavera Árabe. As redes sociais tiveram um papel muito importante na organização dessas manifestações a ponto de países como o Egito cortarem o acesso da população à internet. Para entender mais sobre a Primavera Árabe acesse vidaestudantil/vecast4.

VECast_4

No  Brasil, em 2013, diversas manifestações populares ocorreram em várias cidades. As manifestações começaram reivindicando redução das tarifas nos transportes coletivos e aos poucos novas reivindicações foram sendo acrescentadas. Essas manifestações também eram organizadas através de redes sociais na internet, mostrando o poder da tecnologia para mobilizar a população.

Trote universitário é crime?

Apesar de não haver no Brasil uma lei federal específica para o trote violento, em diversos Estados no Brasil existem leis que criminalizam o trote vexatório e abusivo. Contudo, ainda hoje são vistos em todo país relatos de trotes universitários criminosos. Em 10 de março de 2015, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa de São Paulo, que investigou denúncias de violações de direitos humanos em universidades paulistanas, encerrou suas atividades. O relatório final reúne em torno de 9 mil documentos de trotes violentos e depoimentos de sete mulheres estupradas em festas universitárias. O relatório foi encaminhado a autoridades brasileiras e ao papa Francisco (já que duas das universidades denunciadas são vinculadas à Igreja Católica). O mais interessante é que o documento apresenta mais de 30 recomendações e uma delas é a de que os trotes praticados em universidades brasileiras sejam classificados como crime de tortura no Código Penal Brasileiro. Mais informações acesse vidaestudantil.com/vecast3.

VECast_3

Olimpíadas 2016

Esse é um bom tema também, pois estamos a menos de um ano do início das Olimpíadas no Rio de Janeiro. A discussão gira em torno de qual seria o legado das Olimpíadas no Brasil. Pode ser feita associação também com a Copa do Mundo de 2014 que o Brasil também sediou.

A crise hídrica no Brasil

A crise hídrica no Brasil se iniciou em 2014 e afetou gravemente muitas cidades como São Paulo. A grave seca, a má gestão dos recursos naturais e a falta de planejamento podem ser apontados como os principais motivos para a crise.

Casamento entre homossexuais

O casamento entre pessoas do mesmo sexo é permitido desde 2013 no Brasil. Recentemente, em junho de 2015, a Suprema Corte dos Estados Unidos da América aprovou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país. Contudo, em alguns Estados, houve reação contra a decisão da Suprema Corte como foi o caso da tabeliã do condado de Rowan, Kim Davis, que se negou a emitir licenças de casamento para casais homossexuais por motivos religiosos.

Terceirização do trabalho no Brasil

Em abril de 2015 a Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que regulamenta contratos de terceirização. De acordo com o projeto de lei não somente atividades-meio podem ser terceirizadas mas também as atividades-fim. Para entender melhor isso vamos considerar o exemplo das Universidades. A atividade-fim de uma Universidade é ensinar, logo professores desempenham uma atividade-fim. Já a segurança e a limpeza, que são necessários também para o bom funcionamento da Universidade, são consideradas atividades-meio.  Atualmente, somente as atividades-meio podem ser terceirizadas. Com a aprovação na Câmara dos Deputados, o projeto de lei seguiu para o Senado para votação.

Aproveitem os dois últimos dias para treinar um pouco, mas sem excessos. Lembrem-se que é importante estar descansado para as provas do ENEM que são muito longas.

Boa sorte!!!